Físico do BRAINN analisa dados da Covid-19 e colabora na produção de EPIs


CEPID BRAINN - entrevista SBF Rickson Mesquita - Coronavirus(1)
Compartilhe! / Share this!
  • 44
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    44
    Shares

Matéria do website da Sociedade Brasileira de Física destaca os trabalhos de Rickson Mesquista, pesquisador do CEPID BRAINN, em iniciativas de combate ao novo coronavírus.

27 de abril de 2020  | originalmente publicado em Sociedade Brasileira de Física

Por Joice Santos
Bolsista Mídia Ciência – FAPESP
Processo 2019/02744-3

Essa é a primeira matéria da série de iniciativas de físicos brasileiros que pesquisam sobre a Covid-19. Entrevistamos o professor Rickson Coelho Mesquita do Instituto de Física “Gleb Wataghin” (IFGW) da Unicamp, que tem trabalhado na análise de dados da doença no Brasil e ao redor do mundo. Juntamente com colegas do instituto e dois alunos, também estão produzindo Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para o Hospital de Clínicas da universidade.

Bacharel, mestre e doutor pela Unicamp em física, o professor atua na interface da física e neurociência, fundou em 2011 o laboratório de Óptica Biomédica na Unicamp.

Tendo em vista compreender de que maneira a doença Covid-19 se alastra pelo mundo, Mesquita analisa dados de trinta países obtendo informações das fontes oficiais. Seu interesse, conforme diz, se deu por conta das comparações feitas na mídia sem levar em consideração fatores dimensionais entre países. O foco de sua análise é no número de óbitos.

Em seu laboratório que possui impressoras 3D, estão sendo produzidos dois modelos de EPIs. Veja mais no vídeo abaixo em que o professor explica sobre sua pesquisa.

 

Ver matéria original

 


Compartilhe! / Share this!
  • 44
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    44
    Shares