Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Defesa de Mestrado da aluna Eimy Almendares

outubro/7 @ 12:30 - 14:30

CEPID BRAINN - Defesa de Mestrado - Eimy Almendares

TEMA 

IDENTIFICAÇÃO DE VARIANTES POTENCIALMENTE PATOGÊNICAS EM PACIENTES COM EPILEPSIA GENÉTICA COM CRISES FEBRIS PLUS (GEFS+)

 

Resumo

Resumo: A epilepsia genética com crises febris plusGEFS+ (do inglês: genetic epilepsy with febrile seizures plus) é uma síndrome epilética familiar, com um padrão de herança monogênico, com predomínio autossômico dominante, heterogeneidade fenotípica, penetrância incompleta, e prognóstico clínico variável. Tem como principal característica, mas não essencial, as crises tônico-clônicas generalizadas desencadeadas por febre. Cerca de 30% das famílias com GEFS+ têm o diagnóstico molecular realizado, entretanto, a maioria dos pacientes com GEFS+ permanece sem etiologia genética identificada. Objetivo. Investigar alterações moleculares e de número de cópias em pacientes com GEFS+. Métodos. Foram avaliados 19 pacientes com GEFS+. O sequenciamento completo do exoma (Whole Exome SequencingWES) foi realizado em todos os pacientes, e a análise cromossômica por microarranjos – (Chromosomal Microarray Analysis – CMA) em 17 pacientes. No WES foi realizada uma análise focada em potenciais genes candidatos para GEFS+ e outras síndromes epilépticas relacionadas, por meio de painéis de bioinformática que abrangeram um total de 192 genes candidatos. Na CMA foram consideradas como relevantes todas as alterações observadas nos pacientes, e não observadas nos controles (339 indivíduos da população brasileira). A análise da patogenicidade das variantes foi conduzida segundo as diretrizes do Colégio Americano de Genética Médica e Genômica. Resultados. Os fenótipos identificados em nossa coorte de estudo foram: crises febris (FS) ou crises febris plus (FS+) com outros tipos de crises generalizadas (13/19 [68,4%]), FS+ (3/19 [18,8%]) e FS (3/19 [18,8%]). Foram encontradas alterações genéticas patogênicas ou provavelmente patogênicas em 36,8% (n=7/19) dos casos. Destes, em 42,9% (n=3/7) foram encontradas alterações genéticas nos genes candidatos já estabelecidos com o fenótipo GEFS+ (SCN1A e SCN2A); 42,9% (n=3/7) apresentaram alterações genéticas provavelmente patogênicas em genes que têm sido associados principalmente com outras formas de epilepsias genéticas generalizadas – EGG (EFHC1, CLCN2 e SLC2A1); e 28,6% (n=2/7) dos casos tinham alterações genéticas provavelmente patogênicas em genes associados com fenótipos de encefalopatias epilépticas da infância (SCN3A, CACNA1E e MTOR). Um paciente com FS+ e com outros tipos de crises generalizadas e afasia, apresentou duas alterações genéticas concomitantes não relacionadas, sendo uma variante no gene SCN1A p.K1654R de significância incerta (VUS), mas não descrita na literatura; e a outra uma CNV (Copy Number Variation) patogênica (deleção “de novo” em 7q33q35) Conclusão. Utilizando o sequenciamento de exoma completo e uma análise focada em painéis de bioinformática abrangentes para múltiplos genes associados com o fenótipo GEFS+ e outras epilepsias na infância, foi possível encontrar alterações genéticas patogênicas ou provavelmente patogênicas em 36,8% (n=7/19) dos pacientes, o que é ligeiramente superior ao relatado na literatura (30%). Nossos achados apoiam o sugerido por outros autores quanto ao compartilhamento de determinantes genéticas entre os dois grandes grupos de epilepsias generalizadas (GEFS+ e EGG) e também das encefalopatias epilépticas da infância, e portanto, sugerimos a investigação de variantes, não apenas em genes associados ao fenótipo GEFS+, mas também que se estenda essa investigação, quando possível, para genes relacionados a outras epilepsias na infância, especialmente para síndromes de epilepsia genética generalizada e encefalopatias epilépticas.

 

COMO PARTICIPAR

Ingresse na reunião pelo seu computador, tablet ou smartphone através do link:

https://global.gotomeeting.com/join/443153101

Você também pode discar usando seu telefone para ingressar.
(Para dispositivos compatíveis, toque em um número de discagem rápida abaixo para entrar instantaneamente.)

Brazil: +55 11 4118-4898
– Discagem rápida: tel:+551141184898,,443153101#

Código de acesso: 443-153-101

Detalhes

Data:
outubro/7
Hora:
12:30 - 14:30
Categoria de Evento:
Website:
https://global.gotomeeting.com/join/443153101

Local

Online