Li Li Min participa do Pint of Science em Maio!


Neurocientista do BRAINN, Min abordará o tema ‘O Cérebro Amanhã’ em bate-papo descontraído no dia 17.

MARQUE NA AGENDA
O QUE: Palestra de Li Li Min no Pint of Science Campinas
QUANDO: 17 de maio, quarta-feira
ONDE: Yoou Geek, R. Olavo Bilac, 142. Cambuí
CUSTO: Gratuito
PARA SABER MAIS: Evento no Facebook

Que tal seria discutir com grandes pesquisadores e especialistas temáticas curiosas e que mexem com a nossa imaginação? E se esse bate papo ocorresse na mesa do bar, um local descontraído, intimista e ótimo para uma conversa animada?

Esta é a proposta do projeto Pint of Science, cuja edição campineira de 2017 acontece nos dias 15 a 17 de maio.

O pesquisador Li Li Min, do CEPID BRAINN, participará do evento na quarta-feira, dia 17, com a palestra “O Cérebro Amanhã“. No mesmo dia, o pesquisador Eduardo Alves do Valle Junior, da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP, conversará sobre “Skynet ou Desemprego”. O evento começa às 19:30, no Yoou Geek (R. Olavo Bilac, 142 – Cambuí). Basta chegar, sentar-se à mesa e divertir-se com o bate papo informal e científico! Mais informações no press release abaixo.

 

programação Pint of Sciece Campinas 2017 - Li Li Min

 

Press release

Você já se pegou pensando no futuro da humanidade frente às diversas crises que se anunciam? Já vislumbrou situações reais e pensou: “Isso é muito Black Mirror”? Pois o festival internacional de divulgação científica Pint of Science, em sua edição campineira, se inspirou nesta tendência distópica e convida os curiosos do fim dos tempos a debater as bases científicas por trás de grandes questões que podem mudar radicalmente o mundo que conhecemos.

Grandes epidemias, mudanças climáticas, o fim da privacidade, transhumanismo, inteligência artificial e outros temas polêmicos serão discutidos em quatro diferentes bares de Campinas, nos dias 15, 16 e 17 de maio. A proposta do evento é levar os cientistas para falar diretamente com o público em um ambiente descontraído. No ano passado, além de Campinas, seis municípios brasileiros participaram do festival. Este ano, a iniciativa se espalhará para mais 21 cidades do País.

Durante as três noites do evento, o público poderá escolher os temas que mais lhe interessam entre os 24 diferentes debates que acontecerão, a partir das 19h30, no Echos Studio Bar (Barão Geraldo), Yoou Geek (Cambuí), Lado B (Barão Geraldo) e Alzirão Empório Bar (Av. Barão de Itapura). O evento é gratuito e as pessoas só pagarão o que consumirem nos estabelecimentos em que ocorrerá cada bate-papo. Como não são realizadas inscrições ou reservas antecipadas, recomenda-se que as pessoas cheguem antes para garantir seu lugar.

Outros temas que serão debatidos durante o festival em Campinas são o futuro da neurociência, estresse, superbactérias, segurança energética e alimentar, contaminação da água, o futuro da agricultura e computação quântica (veja a agenda completa abaixo). “Idealizamos a programação para trazer uma reflexão sobre questões que afligem a humanidade e, quem sabe, encontrar respostas sobre como caminharemos para o futuro”, destaca Isabela Schirato, coordenadora do Pint of Science em Campinas. Entre os nomes que irão apresentar e mediar os debates estão Carlos Henrique de Brito Cruz, Amir Caldeira e Carlos Alfredo Joly.

COMO TUDO COMEÇOU – A ideia surgiu quando dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, organizaram um evento chamado Encontro com pesquisadores em 2012. Nesse encontro, pessoas acometidas por Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas para conhecer os laboratórios dos pesquisadores e ver de perto o tipo de pesquisa que realizavam.

A experiência foi tão inspiradora que os dois decidiram propor uma iniciativa em que os pesquisadores poderiam sair de seus laboratórios para conversar diretamente com as pessoas. Nasceu, assim, o Pint of Science, que rapidamente se espalhou pelo mundo. Em 2015, o evento foi realizado pela primeira vez no Brasil pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos.

Em Campinas, o Pint será realizado pela NuminaLabs, e conta com a colaboração da eScience Unicamp e do CI&T. A organização tem também o apoio do CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais), da Editora Unicamp e da Prefeitura Municipal de Campinas. Já em âmbito nacional, o festival é apoiado pela Elsevier, pela Galoá e por três Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria; o Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades; e o Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros.

 

Compartilhe este post! Share this blog post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *