21 de Setembro, Dia Mundial do Alzheimer – uma data para conscientização


imagem capa alzheimer

Aprenda sobre sintomas, tratamento e prevenção de uma das doenças neurológicas mais impactantes.

 

O dia 21 de setembro marca a data global de conscientização sobre a Doença de Alzheimer. Você certamente já ouviu falar sobre esse problema neurológico – e talvez até tenha algum parente na família ou conhecido que conviva com os sintomas -, mas será que sabe quais são as principais características do Alzheimer, quais os tratamentos e como prevenir a doença?

O CEPID BRAINN preparou um material especial de referência sobre Alzheimer, que você encontra logo a seguir. São tópicos curtos e que trazem, de maneira condensada, as informações mais relevantes sobre a doença. Assim, nossos leitores poderão aprender, nesse dia 21, o que é essencial saber sobre um problema neurodegenerativo que afeta mais de 1.2 milhão de brasileiros e 50 milhões de pessoas em todo o mundo. Acompanhe:

imagem capa alzheimer

O QUE É A DOENÇA DE ALZHEIMER?

  • Doença neurodegenerativa, progressiva (isto é, apresenta piora com o tempo) e ainda sem cura
  • Afeta, majoritariamente, pessoas acima de 65 anos de idade
  • Impacta a memória, linguagem e percepção do mundo
  • Altera comportamento, personalidade e humor do paciente

 

NÚMEROS DO ALZHEIMER

  • Cerca de 50 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo
  • No Brasil, o número chega a 1.2 milhão de pessoas
  • Por aqui, são diagnosticados 100 mil novos casos por ano

50 milhões de pessoas convivendo com uma doença ainda sem cura pode parecer muito. Mas estimativas apontam que o número poderá dobrar nos próximos 20 anos, devido ao envelhecimento da população.

 

OS TRÊS ESTÁGIOS DO ALZHEIMER

O Alzheimer é progressivo e os sintomas podem ser divididos em três “fases”.

  • Leve: falhas de memória e esquecimentos constantes; dificuldades em realizar tarefas complexas (como cuidar das finanças)
  • Moderado: o paciente já necessita de ajuda para realizar tarefas simples, como se vestir
  • Avançado: o paciente necessita de auxílio para realizar qualquer atividade, como comer, tomar banho e cuidar da higiene

TRATAMENTOS

Apesar de ainda não haver cura para a doença de Alzheimer, já existem opções de tratamento: medicamentos, reabilitação cognitva, terapia ocupacional, controle de pressão alta, diabetes e colesterol, além de atividade física regular, podem ajudar a manter a qualidade de vida por mais tempo.

“A boa notícia é que os medicamentos sintomáticos específicos para tratamento de Alzheimer estão disponíveis nas farmácias do SUS. A memantina, indicada nas fases moderada e avançada da doença, também foi incorporada ao SUS em novembro de 2017″, explica Marcio Balthazar, pesquisador do CEPID BRAINN e coordenador do Departamento Científico de Neurologia Cognitiva da Academia Brasileira de Neurologia.

 

DICAS DE PREVENÇÃO

• Tenha uma vida ativa e com objetivos;
• Pratique atividade física regular por pelo menos por 150 minutos por semana;
• Controle os fatores de risco cardiovascular, como a hipertensão e diabetes;
• Procure estudar e adquirir conhecimento;
• Trabalhe sua capacidade de concentração;
• Durma bem.

Veja a Campanha da ABN!

Neste dia 21, a Academia Brasileira de Neurologia divulga uma bela campanha de conscientização sobre a Doença de Alzheimer.

Veja os pôsteres logo ao lado e abaixo – clique nas imagens para ampliar.

ABN - Alzheimer 2018 A
ABN - Alzheimer 2018 B

Alzheimer no cinema

Se você ainda não assistiu, sugerimos que veja o filme “Para Sempre Alice“, um relato sincero e comovente sobre o convívio com a doença de Alzheimer, baseado em uma história real.

O filme pode ser visto no Netflix, seguindo o link abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *